Visualizações de páginas da semana passada

terça-feira, 31 de julho de 2012

Aprenda como se perdoar!

Interessante quando casualmente ao falarmos sobre relacionamentos entre casais admitimos que fazemos tudo que não desejamos. A primeira desculpa é o nosso orgulho, pensamos; se eu der ao outro o que desejo posso me magoar. Temos outros exemplos de falta de amor próprio que é o ciúmes. Ciúmes, jamais será amor e sim egocentrismo abalado porque quem desconfia do outro, ou teme ou a auto-estima está tão baixa a ponto de não se sentir auto-suficiente consigo para com o outro.
Incrível como as novelas, as histórias dos filmes e livros nos parece distantes, quando vivenciamos algo assim, saboreamos uma história, paramos para sonhar, e finalizamos nossa leitura  com  : Ah, como seria bom se fosse assim! Contos de fada não existe mas contos de pessimismo sim!
Parece que não sabemos mais o que é um relacionamento, aliás, não sabemos pois não aprendemos a  nos relacionar com nós mesmos, vivemos em conflito.  A primeira chave para uma bela história de amor é conhecermos nosso próprio coração. Aprender a se perdoar é aprender a amar a nós nos dando chances de fazer  relacionamentos belas experiências.
Aprenda a não esperar nada da vida e nem do parceiro e apenas a doar e doar...

Viver e aprender!


Um olhar sonhador que solicita  a paz mundial...
Cada dia que se passa é um gravador instalado...
As mãos e emoções não se contentam com o dia...
Aprender a ver quem somos sem medo...
Em cada espectativa de ser humano...
Não deixar de crer que dentro, no âmago amargo existe mel...
Buscar se satisfazer com tudo...
Tirar proveito das situações..
Não se acomodar com o que for incômodo...
Apenas como crianças...
Viver e aprender!

Olhe pro céu..

Que a paz de Deus nos guie como fortaleza amigável.
Que o céu de ternura possamos olhar todos os dias para nos libertarmos do orgulho.
Que possamos sentir a vida como oportunidade de reconciliar-nos com quem magoamos.
Que o pai tão bondoso nos dê força para orar internamente e se melhorar pendendo ao exterior.
Que a piedade de Deus é tão grande que tão pequeninos somos e ainda assim temos oportunidade de corrigir nossos erros.
Que pela luz celestial os anjos nos ouçam para clamar conosco pela paz e harmonia com o bem!
Que Deus nos abençoe...Na luz que guia, que o pai tenha misericordia de nós!
Que o amor reine...
Olhemos para o céu...



segunda-feira, 30 de julho de 2012

Estamos na terra para nos corrigir e perdoar, sendo assim não perca tempo!





Guardarmos quinquilharias sem sentido, Deus pregou o perdão.
Guardamos rancor sem sentido, Deus pregou a compreensão.
Guardamos mágoa sem sentido, Deus ensinou a tolerar.
Guardamos ódio sem sentido, Deus ensinou a amar.

Não perca tempo, perdoe.
Não perca tempo, tente compreender.
Não perca tempo, tolere.
Não perca tempo, ame.

domingo, 29 de julho de 2012

Ulalaar...


Ah reverências! surpreende cor do céu!
Ditas ó céus... dita para mim um lar..
Lar, enlace a alma...
ó florescer, ocorra, desabroche rosa dentro de mim!
ó, moça, mocinha de Jesus... dai-me teus braços para propor uma dança!
ó céus, dai-me forças para segurar tanta vontade...
Faça de mim jovem forte e sagaz!
ó senhor! faça de mim suficiente para um beijo 
Cristo, Cristinho, cuida de teu filho fazendo
que o amor pai, reine e na cúpula do meu ser, eu possa 
esbanjar sentimentos!
Façai de mim Deus um homem!

Libre!

Ame, se entregue desmedidamente, prudência quer dizer se entregar pois o amor não se acanha, o amor é puro e se entrega a vida. Ser prudente é medo de sentir saudade, de não controlar o que pode surgir.
As pedras dos nossos pensamentos nada mais são que orgulho ferido.
É preciso oportunizar-se, a liberdade está justamente  quem deixar-se levar, pela vida, pelo coração, só assim poderíamos saber o que é prudência, o que é ter experiência, o que é realizar-se.
As coisas acontecem naturalmente, bem verdade entretanto independente de ser certo ou errado está ocorrendo e deve respeito. Devemos respeito pelos nossos desejos, claro tudo é relativo. Para quem sempre viveu de forma sem forma... nunca experimentou incubar coisas que podem ser especiais e saudáveis por orgulho... se entreguem a vida, sem medo de se machucar, pensando positivo e calculando o que realmente é útil em tudo que vivemos. Não é amar desmedidamente se levar pelos instintos mas deixar o coração livre,aberto para o desconhecido.
Se não for desta forma nunca iremos viver, sentir...
As coisas só nos darão prazer se estivemos dispostos a sentir prazer...
Oportunize coisas novas, a vida é cheia de maldade, bem sabemos porém a maldade existe porque também a atraímos... é preciso saborear diversas cores, sabores...
Não é fazer surgir o que ainda não se formou mas ir por caminhos desconhecidos... Quem muito espera, nada tem... Bússolas não existe, sendo assim, as descobertas... elas precisam nos conduzir as experiências...
Ser jovem é desapegar-se do seguro, de mapas e bússolas... é experimentar, se for azedo, exclua mas experimente, a vida está prontinha inventando coisas novas para que possamos aproveitar um pouco dela...
Sem timidez, sem rigidez, sejamos nós mesmos!
Sem medo dos defeitos, da ingenuidade... o positivismo serve justamente para quando situações desagradáveis surgirem estarmos preparados, isso também é um experimentar...
Sejam Felizes!

sábado, 28 de julho de 2012

5 a Seco em "Faça desse drama" no Estúdio Showlivre



Eles não são lindos? risos, apaixonada! alguém me ensina a tocar violão?

5 a Seco em "Pra você dar o nome" no Estúdio Showlivre


Música linda! rs se deliciem!

Cada gota que recebo, estremece a alma, que seja real!

Quem sabe o real se aproxima, a satisfação se incuba?
Quem sabe desventura-se, na aventura de criança?
Quem sabe num deleite, um afã de solidão?
Quem sabe nos olhos as marcas do coração?
Quem sabe aconteça se for para acontecer?
Quem amanheça, em braços a mover?
Ah, quem sabe, no saber interior que eu goste de você?
Contanto que seja para viver!

Tolerando a ânsia...

Só aguardando, remando na Arca da consciência.
Sem abstinência e nem contra aproximação...
É notório o hálito da indecisão...
Mas é preciso votos de confiança para água abaixo as coisas não morrerem...
Concretizar com esperança a doçura do querer...
Aguardando para o peito soltar feito ave a mover...
Assim, meio na confusão porém prestes a viver...
Aguardando na melodia, com muita vontade de ouvir...
A música que toca a alma e o beijo do sentir!

quinta-feira, 26 de julho de 2012

No ébrio do sonhar!

Um verso canalizado, um sonhar desmedido no pulsar da elegância e simplicidade dos sentidos.
Em cada gesto de ternura, na suavidade da voz, desejo de brancura, na vivacidade dos olhos...
Quando palidez envolve silhueta e repartição começa a olhar...
No ser mulher da renascença, talvez sonho seja apenas palpitar...
No chapéu do sono de criança... no balanço dos pés... a reverência que encanta, sem ao menos um
enamorar... vigília sem sentimentos... 
Desejo do tocar...
Na maciez do colo, desejos afagar...
Mas silhuetas se recolhem, conjunto de sutilezas, na pureza de ingênua... talvez seja sua grandeza!
No ébrio do sonhar!

O incomum para um é comum para uns!

Oportunizar coisas reais! é um desejo imenso, simples, para muitos é algo bobo, outros acham perda de tempo mas para alguns como quem fala... és lúdico, terno e deve ser especial, real principalmente e palpável! Ah! palpável porque os olhos precisam se encontrar, as mãos do toque e as energias se compactuarem ao universo... deve ser simples e natural...deve ser bondoso e religioso... deve ser romântico, prodigioso, desapegado a matéria. Conectado com Deus.... Deve ser, um dia será?... Basta tentar, basta esperar o comum que de incomum se procede...

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Maturidade é realidade!

É intermitente, a levante aventuras!
Não, aventuras não sucedem o ser!
Ser puro, com puro coração!
Mãos a frente, na guerra da realidade!
Pés no chão, enfrentar sociedade!
Cada coisa a seu tempo...
No seu turno e indecisão.
Medo, sim!?
Medo não?!
Realidade, pés ao chão... pé no chão... pés no chão...
Vida concreta, coisas concretas!
Sinceridade faz o coração...
Assim no colinho do sonhar... primeiro um  beijo, dedicação, após um abraço e uma aliança e almas se alinham... pureza! Pureza de sensação... tem que ser franco, doce e leve... sensível, doação!
O tempo mostra e não força.
Pureza!
Pés ao chão!

segunda-feira, 23 de julho de 2012

É só sentir...

É só fechar os olhos e sentir.
O vento é como a vida, as vezes frio, as vezes quente e cada gesto ao vento é um tentar se propor diversidades de direções...
A vida é como um vento, é preciso saborear cada estação sem apego!

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Queria me enjoar de você!

Vamos ser nós mesmos!
Ser o que sentimos, nossa essência, nossa vestimenta e lutar para o que desejamos ser e realizar!
Vamos cantar, crescer, fazer música, amar, desmedidamente se corrigir...
Vamos existir, nos sentir, procurar fazer amigos e aceitar cada um na sua forma...
Não só fazer Psicologia ou Engenharia mas sermos engenheiros de nossos sonhos psicológicos!

Reticências...


Somos pássaros que come na mão da vida

E  em cada dia que termina, cada gota a descer dos olhos, cada cor que se encerra quando um vácuo é preenchido pelo bom amor e positividade, anima! Anima-se, viril assim!
Os pássaros cantam, por dois minutos, a natureza brilha! e os olhos, ah! estes, por dois minutos ficam felizes, em dois minutos mas ainda assim existe vida! dancemos então!
Somos pássaros que come na mão da vida, simples assim! Ansioso também! Asas, asas da alma querem voar... abre alas desejos e o regresso entendia-se quando empecilhos vem até nós, o que nos detém é buscar alterar a própria comida de pássaro ou melhor a direção do vento!

sábado, 14 de julho de 2012

Paciência...


Aguardando o tempo certo do toque e de tocar...
Aguardando o tempo certo, do amor e de amar...
Aguardando o tempo certo, de sorrir mais que chorar...
Aquele tempo, o de Deus, tempo de esperar...


Aguardando a yôga dos versos, no reverso...
Aguardando a luz, em um gesto, frenético...
Aguardando um olhar esperto, um gesto...
Aquele tempo, o de Deus, tempo eterno...


Aguardando a liberdade, sem maldade...
Aguardando a sociedade, lealdade...
Aguardando a idade, sem vaidade...
Aquele tempo, o de Deus, tempo de amizade...


Aguardando a vida, aguardando Deus!

Nesta missão: realizar os sonhos!





Estigmatizada como a folha seca do dia-a-dia...
Fecha-se os olhos e a luz que desempenha no pensamento retrata os desejos de prosseguir, libertar-se!
Como livro, como folha, sempre só, sempre será... não é ruim! é preciso aprender a ser auto-suficiente antes de tudo...e os sonhos? Afável missão, doce, sórdida e ao mesmo tempo delicada como as mãos que buscam alegria...vontade de viver livre, podendo expressar-se, em uma vivacidade vibrante, sentindo todas as emoções...em prece, sagrados sonhos!
É molestável fagulha viril do peito, mudar, realizar-se, talvez a missão mais dura em tamanha ocasião.. no individualismo frenético.
Emoção...lá vou eu, assim em pronome pessoal, no texto em primeira pessoa, fazendo a vida um musical...
lá vou eu, realizar todas as minhas vontades, o que desejo, está é a minha missão! Farei então algo por mim mesma, pelo menos uma vez na vida, viverei! livre! sentindo!porque preciso!

sábado, 7 de julho de 2012

Em busca de paz, equilíbrio!






O equilíbrio mental; meditar o interior...
Contato com a natureza é um curativo abundante que atua internamente como remédio de uma dor
que fere a alma.
E quando se trata de alma, o melhor curativo é Deus e este está em nós...
Basta meditar, sentir, buscar está sensibilidade que atua no nosso âmago.
A música como calmante é uma erva poderosa chamada tranquilidade...
A música, leve e tranquila, auxilia a não pensar no mundo material um instante
e fugir para dentro da própria sensibilidade, para a mente.
Na mente é onde nasce todos os problemas...
Os problemas que não existe, mas o que criamos por estarmos mais ligados a terra...
Esqueça-te jamais que somos corpo, mente e sentimento...
Se sentimos, então é preciso cultivar mente saudável para o corpo ficar mais belo e forte para a labuta do dia-a-dia...
Siga o equilíbrio da tríplice humana de maneira equilibrada!
Abraços!

domingo, 1 de julho de 2012

Paz para todos, fé, confiança, esperança e perseverança!

Cada gota que desce ao chão...
E a vida é um céu de agonia...
Vida material, difícil de entender, convivência...
é preciso viver, experimentar, corrigir...
Daqui, só levo as experiências... o existir...
Depois as dores passam, a independência emocional surge...
A caridade nos enobrece, e a dor nos rejuvenesce....
E os estudos nos auxilia...








Paz para todos, fé, confiança, esperança e perseverança!